O polêmico protesto LGBT na Parada Gay e sua ligação com o senso moral enraizado na fé cristã

segunda-feira, junho 08, 2015 Hell F. 18 Comentários


Bom dia, manolos!

Alguém ouviu falar do ato de manifesto que rolou ontem (07/06) durante a Parada Gay 2015 de Sampa? Caso estejam por dentro, o que acharam? Se não viram ainda, segue abaixo a imagem:

Ato revoltou religiosos

Olha, posso estar falando merda, mas essa imagem não me choca nem incomoda em absolutamente NADA. Em procissões é comum que alguém represente a crucificação e o suplício de JC, e na foto acima o manifesto reforçava justamente o sofrimento gay e seu julgamento por parte da sociedade - assim como o "filho de Deus" sofreu por suas ideias à frente de seu tempo. O grande mimimi é por ter sido feito por homoafetivos, caso contrário ninguém se assustaria. 
Quando pipocam notícias de evangélicos vandalizando e QUEBRANDO estátuas de santos e orixás, o dia passa e ninguém fala mais nada. Mas quando há um manifesto simbólico da parte das gays, melldellls, o mundo acaba. ¬¬
Como entusiasta de religiões espíritas (Kardecismo, Umbanda e Candomblé), obviamente tenho certo respeito por Cristo, a figura Cristo - mas nunca fui cristã. Nunca mesmo. Acredito na força de Nossa Senhora e seus santos, sou filha de Guadalupe (assim como de Ogum e Exu), e algo bem forte que sempre tive é essa fé maior nas entidades femininas - muito maior do que propriamente em Jesus. Isso se deve ao meu aprendizado na Wicca, mas de forma alguma diminui meu respeito pela existência de Cristo, assim como por Buda, Chico Xavier e outros mentores evoluídos.
Acredito nos santos, em seres elementais, orixás, anjos, mentores espirituais e a porra toda (haeuahe), mas Jesus pra mim sempre foi só mais um desses seres iluminados, não o "Rei", não a porta secreta para a eternidade. Ele teve seu papel, só não acho que ele seja o maior dos maiores. Mas compreendo quem tem fé nele dessa forma. E também não acho que eu vá parar no tal inferno por causa disso - e se parar, quer saber? Ao menos fui verdadeira e não fingi aceitar determinado deus só pra colher minha vaguinha no "céu". 
Talvez graças às aulas de História e especialmente por uma obsessão pelo período da Idade Média, passei a sentir asco das atitudes da Igreja ao longo do tempo em busca de poder e domínio. E digo desde a época da ascensão de Roma na Europa e sua caça às religiões pagãs, bem antes da Idade das Trevas e aquela histeria coletiva. Uma pausa pra sabedoria:
"A diferença básica entre um homem comum e um guerreiro é que um guerreiro toma tudo como desafio, enquanto o homem comum toma tudo como bênção ou como castigo" (Carlos Catañeda).
Todo o poder do cristianismo foi conquistado à força, e ao passar dos séculos esse delírio resultou em diversos ataques radicalistas. O machismo, a intolerância aos afrodescendentes e a hipocrisia humana tem tudo a ver com os ensinamentos bíblicos, infelizmente. Só não vê quem não quer. Por isso, um cristão radical jamais poderá criticar os muçulmanos, pois observando o histórico de cada crença, o cristianismo puniu, massacrou e torturou MUITO MAIS pessoas do que o fanatismo islâmico. Se você não compactua com atos impiedosos do meio que frequenta, permanecer nele é aceitar esses atos.
Então entendam, a culpa do preconceito não vem APENAS dos evangélicos. E nem todos são intolerantes. Os crentes de hoje vem de uma "criação moral" de ideias embutidas há séculos. Todos tem base no catolicismo, a primeira religião cristã. E se acharam que após o protestantismo a parada ia melhorar, mermão... foi uma cilada, Bino hahahaha!
Esse fanatismo em torno de céu e inferno não vai acabar da noite pro dia. Os "gladiadores do altar" não vão simplesmente desaparecer. Esse senso comum de "moral e bons costumes" no qual os políticos fundamentalistas tanto se agarram vem de bem antes de seu nascimento. É tudo questão de evolução de pensamento.

A chave é pensar por si próprio, independentemente de Bíblia, Alcorão ou outros livros tidos como "sagrados".
Nas religiões antigas, a mulher tinha papel de destaque na sociedade, assim como os homossexuais não eram vistos como aberrações. Nas crenças africanas, os deuses são negros. No hinduísmo, os animais são sagrados, e não "servos da vontade do homem". Coisa que nunca se viu no cristianismo.
Cristo foi um cara revolucionário que abraçou causas que a população da época condenou. Será que se ele estivesse por aqui hoje, acharia legal essa intolerância contra os gays em nome DELE?
Embora grande parte dos evangélicos odeie símbolos que conotam às outras religiões (os santos como "adoração à imagens", espíritos são vistos como "demônios", bruxaria  associada ao satanismo e etc.), eles não são culpados por verdades que lhes foram forçadas goela abaixo há muito tempo. São apenas coniventes.
Antes mesmo que pudessem contestar, teorias já lhes eram passadas como verdades absolutas. E infelizmente essa prática é vista em todas as igrejas, das batistas às carismáticas. Algumas regras mudam, mas a essência é a mesma: "Faça o que digo e tenha sua passagem pra eternidade garantida. Caso contrário, apodreça no Inferno".
Rituais sabáticos como a páscoa, que o judaísmo copiou dos cultos pagãos, continuam firmes e fortes sem ninguém associar essas imitações descaradas com os ritos antigos. O dia de finados, a época natalina e muitas outras datas foram roubadas dos celtas, que associavam divindades em determinadas épocas do ano com colheitas, casamentos e cerimônias de fertilidade (e homenagem aos deuses).  
É fato que os católicos que hoje rezam de boa na deles (em sua fé) nada tem a ver com o derramamento de sangue de sua religião neste milênio. E nem todos os crentes são homofóbicos e machistas. Mas isso não impede que essas pessoas pensem por si mesmas e passem a abolir discriminações de seu dia a dia, inclusive em suas igrejas.
Hoje essa guerra de braço entre o movimento LGBT e a bancada evangélica nada mais é do que ignorância da parte dos religiosos, que julgam algo que não tem absolutamente nada a ver com a vida deles, mas lutam como se suas existências dependessem daquilo. Ao invés de se preocuparem em como melhorar o país, ocupam seu tempo lutando CONTRA os direitos de outros cidadãos.
Não é questão de estar certo ou errado diante de "Deus", pois esse é algo SUBJETIVO e ninguém é obrigado a crer ou seguir de forma tradicional. O estado é laico, logo é um absurdo que meia dúzia de poderosos possam ditar às pessoas o que se deve ou não fazer - em nome de religiões. Quando um pastor chega ao ponto de abominar pessoas que amam outras do mesmo sexo, está dando o mesmo direito a milhares de seguidores que lhe tem como modelo.
Se as pessoas ao menos parassem para refletir de forma desapegada ao orgulho (e ideias enlatadas), veriam como estão perdendo tempo discutindo por algo que nem lhes interessa de verdade. Que os gays lutem por seus direitos com os poucos políticos que lhe dão voz. Os heteros SEMPRE foram maioria. E não é preciso de política de segurança para heterossexuais, meu povo. Eles não estão em perigo. Eles não são agredidos por sua orientação, mas por outros motivos (brigas em porta de balada, tretas no trânsito, excesso de álcool, rivalidade, caralho a 4). Não precisam de ninguém pra embaçar as oportunidades das minorias, e é isso que o Feliciânus e sua trupe faz com maestria. Atrapalhar com discurso de ódio. Nenhum homo quer que os direitos dos heteros sejam revisados, só querem políticas que olhem para eles.
Quanto à manifestação acima, sei que quem nos odeia continuará nos odiando e achando agulha em palheiro como motivo pra nos atacar (ou se sentirem atacados).
Mas Cristo, até mesmo para quem não acredita, é um elemento que simboliza a luta pelas minorias e pelos injustiçados.
Por isso, se você realmente crê em Jesus, acha que ele é seu salvador e se ofende de alguma forma com a homoafetividade, acorde pra vida e mude de lado. Você está dando voz à mesma galera que crucificou seu deus.
Sem mais =*


Direitos autorais: Valorize a veia artística deste blog, em respeito à lei nº 9.610 (de 19 de fevereiro de 1998). Não faça cópias de trechos/quotes deste conteúdo autoral sem fornecer o devido crédito à autora e ao nosso link. A equipe Faroeste Manolo agradece ^^. 
Hell (bat0mcomalcool)

AUTOR

Hell (bat0mcomalcool). Vulgo Hell {Ellen F.}. Ex-punk, fumante inveterada, colorida e rabiscada. Geminiana em dobro. Filha de Xoroquê e neta da Grande Mãe. Adotou o deboche como filosofia de vida e aceita a decadência como eterna companhia. Viciada em História, política, poesia, cultura vintage, seriados, literatura e The Sims.

18 comentários:

  1. Hell vc matou a pau, a galera ta se doendo demais sem nem pensar no que significa, eles dizem que acreditam em Jesus Cristo o salvador, que defendia prostitutas, pobres, leprosos, mas da uma olhada pra esse povo seguidor que voce vera só hipocritas preconceituosos. E se Jesus voltasse era capaz deles mesmos crucificassem de novo kkkkkkkk É triste =/
    Eles estao se doendo demais, mas quebrar imagem pode, defender violencia pode, estimular justiceiros a matar menores infratores pode.. afff

    Falou tudo e faço minhas as suas palavras, eles nem sequer pensam na origem da religiao deles e vem nos atacar =/
    Queria um mundo com mais amor e menos odio, so assim nao teriamos mais protestos assim, pq eles retratam a realidade ;/

    ResponderExcluir
  2. Fiquei até sem fôlego *_*. Vi cada comentário desnecessário no facebook que qnd vim espairecer vendo uns blogs juro que quando vi o anuncio do seu post meu coração acelerou e pensei 'a Hell vai me tirar da escuridao' kkkkkkkkkkk
    Penso exatamente igual, nao vi nada ali denegrindo Cristo, apenas um apelo que demonstra o mesmo tipo de condenação que ele sofreu. Mas as pessoas não entendem o que NAO querem entender, fato =///

    Amando cada detalhe desse novo layout **_____________* ficou show!

    ResponderExcluir
  3. Toda vez que venho aqui me surpreendo cada vez mais com a qualidade das postagens do blog! É incrível os argumentos e a forma que tratam sobre atualidades, só um elogio, hahaha merece

    Enfim, primeiro: ADOREI A IRONIA DA FOTO! Eles foram super criativos! Queria ter ido... Sobre religião, sou MUITO suspeita a falar, principalmente quando se trata de cristianismo. Eu concordo com tudo que você falou, principalmente pelo fato de que se os cristãos acreditam tanto em jesus e tá careca de saber que ele "sofreu por todos nós" salvando prostitutas, doentes, idosos e a escória da sociedade toda, porque caralhos esses cristãos se ofendem com uma pessoa que sofre tanto quanto talvez ele sofreu durante a vida dele...? Eles são muito contraditórios... pqp

    Beijos!


    madessy.com

    ResponderExcluir
  4. Por isso que gosto desse blog Hell!! Sempre atual, provocante, reflexivo, contundente e efetivo.

    O cristianismo, como disse o amigo de cima, é muito contraditório, aliás, o único cristão realmente fiel foi crucificado na cruz impiedosamente pela humanidade que amava. Essa atitude de intolerância e preconceito é o oposto de tudo o que pregava Jesus. It doesn´t make any sense! E ainda tem gente que pensa que religião não se discute! Esse povo adora crucificar por nada, desde muito tempo.

    Concordo com tudo Hell! Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente estou aplaudindo esse texto, sem mais.
    Abandonei o cristianismo aos 13 anos ( se não me engano), simplesmente por que é nessa fase que começamos a questionar e buscar outros caminhos e conhecimentos, foi então que me aproximei da wicca e de outras religiões. Se me perguntar o que eu sigo hoje, direi que atualmente nada. Me vejo bem assim.
    Infelizmente muitas pessoas estão cegas, e é de ódio VS ignorância. Se cada um cuidasse da própria vida e deixasse espaço para o próximo ser feliz da forma que quiser, certamente as coisas seriam bem melhor.
    Homem e mulher para mim é tudo igual, posso amar ambos, ser amada por ambos. O que importa é o amor, o resto é só o resto. Escrevi um texto em meu blog ( faz tempo), aonde digo a seguinte frase '' se há céu ou inferno isso eu não sei, mas se tiver espero que não exista homofóbicos por lá.''.

    Amei teu blog e esse texto incrível.

    Blog: Like The Moon
    FanPage do blog

    ResponderExcluir
  6. " Por isso, se você realmente crê em Jesus, acha que ele é seu salvador e se ofende de alguma forma com a homoafetividade, acorde pra vida e mude de lado. Você está dando voz à mesma galera que crucificou seu deus." Uouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu .... Emocionada com o post .... teclando com os pés porque com as mãos estou dando um salve de palmas .... não preciso falar mais nada .. este texto já falou por muitos ....

    Venha me visitar : http://jessicavenenoofficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tava comentando isso ontem: O problema é que... pensar faz bem, mas não é pra todo mundo.
    não compreendo o que tem de tanto mistério na compreensão dessa imagem, causando tanto zumzumzum. Gays, trans, bi são MORTOS, muito além de crucificados todos os dias. Ninguém vê isso. Isso por acaso é normal? No meu mundo, não.

    Um simbolismo válido que é confundido como atendado a Jesus, igreja, papa, o natal ou qualquer outra convenção religiosa. Tédio pra vocês.

    Adorei a postagem, quase xará <3

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Cara, adorei o texto, não vi nada demais na imagem muito menos fiquei chocada eu achei ela bem bonita, de certa forma expressou o sacrifício de Jesus por aqueles que são tão odiados, acredito que Jesus seria contra a toda essa babaquice que esses novos cristãos que andam de carrão do ano e gastam o dinheiro das "ovelhas" bitoladas, o cara pregava o amor e não esse ódio desmedido que se vê por ai, me indigna muito essa falta de respeito por outras religiões, essa coisa de que a verdade só pode ser encontrada em apenas um segmento, ninguém tem total certeza da verdade, então por que tanto estresse, esse pessoal tem que se preocupar em ajudar os menos favorecidos e não perder tanto tempo julgando e proibindo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Por isso que esse é meu blog favorito, eu amo como você trata as questoes atuais Hell. Vc enxerga as coisas de um ponto que poucas pessoas conseguem ver, e parabens por essa aula de cidadania e inteligente pq isso ta escasso..

    Obrigada por ver o que alguns doentes mentais nao conseguem, apenas uma manifestação que representa os abusos sofridos pela classe GLBT. Pra cada pai e cada mae que perdeu o filho por odio sexual, que tbm foram crucificados pela sociedade.
    Te admiro cada vez mais <3

    ResponderExcluir
  10. Texto excelente. Me considero cristã justamente por crer nesta ideia de Jesus: que ele era a frente de seu tempo, pregando amor acima de tudo e respeito às diferenças. É absurdo usar "o nome" e a ideia dele pra pregar ódio e intolerâcia. Muito triste!

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  11. A cada palavra nesse post só me fez ter mais convicção de como nós evangélicos temos levado a palavra de D-us de uma forma muito errada. Quando analiso a história da igreja e a forma como tudo foi construído até os dias atuais, percebo a imensa dívida com a humanidade que carregamos sobre nós e a necessidade de pedirmos perdão por marginalizamos as mulheres, homossexuais e as demais religiões.
    A igreja a cada dia que passa vem se esquecendo que para D-s não existe um pecado maior ou menor que o outro, existe apenas pecado e os variantes são suas consequências; E a pessoa que vos escreve nesse momento quando se posiciona diante de qualquer pessoa antes de apontar os pecados (que nada verdade, quem sou eu para fazer isso) (Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. Lucas 6:37) lembra-se dos próprios pecados, da ganancia, inveja, farsas e sabe que nenhuma dessas faces que sustento me coloca melhor ou pior do que ninguém. (Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Romanos 3:23)

    Algo que reflito todos os meus dias é o poder da palavra na mão de líder e a capacidade de mobilização para o ódio com uma multidão que clama dizendo que estão fazendo a vontade de D-us, mas questiono: Verdadeiramente és a vontade de D-us? Percebo o quanto nós temos nos esquecido de pregar a verdadeira mensagem da cruz (Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. 1 João 3:11), na verdade, não é que tenhamos nos esquecido, apenas não aprendemos que a mensagem é para todos os pecadores, que Cristo morreu na cruz para que tenhamos vida e anunciar um evangelho de boas novas (Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; anunciai a sua salvação de dia em dia. Salmos 96:2), que é capaz de cuidar e ajudar quem realmente tem necessidade e transformá-lo e não transformar o evangelho em algo vingativo, onde se coloca D-s no meio como uma ameaça. Por que como D-s pode ameaçar um filho que tanto ama? (Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. 1 João 4:8) (E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. 1 João 4:16) (Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação. 2 Timóteo 1:7)

    Você é livre para decidir aquilo que acredita (nesse momento você pode estar revirando os olhos com o meu comentário) e fazer aquilo que deseja e como cristã não vou lhe julgar, na verdade é pelo contrário, é te abraçar e deixar a minha vida falar por mim, pois essa é o maior testemunho que posso lhe oferecer sobre o que Cristo faz em minha vida. Isso é algo que converso com os meus amigos homossexuais, não quero julgar e sim ser a pessoa que os vão lhe abraçar, confortar mas deixo bem claro quando sento para conversar sobre acerca do evangelho sempre falo com os mesmos: Não acredito em um Cristo em que apoia o relacionamento com pessoas de ambos os sexos, mas também não acredito em um Cristo que ofenderia e iria dizer para não fazer tal movimento nas ruas, para agredir alguém, acredito no Cristo que me diz que cada pessoa que é morta (na verdade, enquanto escrevo esse comentário é bem provável que um homossexual/transexual tenha morrido) por uma mensagem evangélica com ódio as minhas mãos se tornam sujas de sangue por me calar diante da situação. (+)

    ResponderExcluir
  12. (E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
    João 8:4-7)

    (E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. João 8:10-12)

    Quando vi a imagem da atriz transexual fazendo o papel de Cristo pensei em três coisas:

    1- Entendo o que desejam passar. A quantidade de pessoas que vem morrendo, sendo colocadas na cruz por nos evangélicos, quando nós evangélicos dizemos que após Cristo ninguém precisaria ir para a cruz, pois o mesmo carregou nossos pecados se torna uma mentira de nossa parte. (se não for isso me corrijam)

    2- Entendo o lado dos cristãos ao falarem sobre a uso da imagem de Cristo. Na verdade, em meu feed de notícias o que mais ganhou compartilhamento foi o uso de crucifixo e a quebra de imagens nas manifestações. (Se as imagens são de outros anos ou de outros movimentos e misturaram, me corrijam novamente)

    3- A forma errada com que temos falado sobre o amor de Cristo. Ficamos em uma guerra quando não somos melhores e nem piores do que ninguém, pois na minha visão, foi por mim, por você e por todos que Cristo morreu.

    Não tenho o porque deslegitimar o movimento e muito menos os impedir de lutarem por suas causas. Vocês precisam sim de proteção, de cuidado, vocês precisam sim expor o que passam em seus dias e os preconceitos que encaram e na verdade essa é a minha crítica a parada gay, uma voz que diga o quanto muitos de vocês vem sofrendo, na verdade, pensando agora, acredito que grande parte da culpa é da mídia que em suas reportagem da mais voz a determinadas coisas e não outras.

    Não sei se você (ou quem me ler) é capaz de entender a minha visão. Talvez me ache errada ou até mesmo pense que estou sendo irracional diante de todos os argumentos apresentados. Mas quero deixar bem claro que amo você Hell, sem nunca ter visto, apenas lendo os seus posts <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que comentário lindo Débora! Queria que pessoas como você fossem maioria em sua religiao, parabens ♥

      Excluir
  13. Sinceramente? Achei isso o que fizeram na parada ridículo. Por ser católica, me senti ofendida! Se querem respeito que eles respeitem os demais. O mundo tá todo errado, que horror!!!

    http://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Acho que a colega do comentário de cima nem se deu ao trabalho de ler o texto e só falou o que achou da foto. Fui criada na religião católica e sei como existem preconceitos em relação a tudo e todos, se você é de família branca ai se aparecer com namorado negro, se tem posses Deus o livre de se envolver com uma pessoa da baixa renda, se for de outra religião eles tem resposta na ponta da lingua, se é evangélico eles falam que só a igreja catolica é a verdadeira e que os protestantes sao uma copia mudando tudo, se e espirita entao pior ainda pq eles acham que tudo é macumba, agora quando se fala em homossexualidade é que o bicho pega. A primeira pessoa que contei que sou lesbica foi minha mae, sabe o que ela fez? Me mandou pro retiro e fez o padre me fazer me confessar pra me livrar do pecado. Meus pais nunca aceitaram minhas namoradas, e a unica vez que fui agredida fisicamente por me assumir foi dentro de casa. E ate hoje falam em pecado e inferno pra mim. Com o convivio que tive sei mais do que ninguem o que essa imagem representou, pq Jesus Cristo morreu pelos que sofrem e meus pais acreditam nele, mas nao aceitam que Ele tivesse respeito por nós lgbtS. Não teve protesto mais bonito do que esse, então os catolicos deveriam ter o minimo de consciencia ao se sentirem ofendidos com isso como voce mesma falou Hell, eles estao dando voz pro mesmo povo que criticou o filho de Deus.

    Seu texto foi contundente, respeitoso e reflexivo, doa a quem doer. Mais uma vez parabéns pela seu dom da escrita ♥

    ResponderExcluir
  15. Finalmente vida inteligente na internet ♥

    ResponderExcluir

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)