Epahey Oyá!

quinta-feira, abril 16, 2015 Thaís Bastos 3 Comentários

  Ẹ káàbó, manolos!

  Hoje meu lado macumbeira está em evidência kkkk... Mas é porque eu precisava compartilhar algo com vocês, ainda não é nada sobre a religião e nem vou pregar nada para  ninguém... Só quero mostrar algo GENIAAAAAL, em que não é preciso fazer parte da religião para gostar.

  Vamos lá, há um tempo atrás um amigo me mostrou um trailer que me fez pirar o cabeção:


       Trailer Youtube

 Já imaginaram uma vez na vida que um Orixá poderia virar herói de filme?! Eu particularmente achei a ideia sensacional, tudo bem que é uma produção não hollywoodiana, mas os nigerianos mandaram bem na história. Até o momento a produção é um curta, mas já li em alguns lugares que vai virar um longa-metragem *__*
Não vejo a hora disso acontecer!
 
  Vamos por partes, sinopse para vocês.



Retirada do Google
 
"O primeiro filme de super-heróis africanos contará a história de Oya, a única deusa orixá que ainda possui vínculos com os humanos mesmo quando a maioria da humanidade já abandonou o culto aos orixás, e Ade, uma das poucas mulheres que ainda possuem ligação com os orixás. A missão de Oya é encontrar uma garota capaz de abrir o portal entre os humanos e orixás, para que o mundo não caia em desgraça. Entretanto, uma série de inimigos que usam a religião de forma deturpada tentam lhe impedir. Ade é a mulher que possui a capacidade única de se transformar em Oya, a deusa guerreira – e dela recebe a missão de proteger os inocentes. Para cumpri-la, precisará encontrar a chave para manter fechado o portal que separa o nosso mundo do mundo dos orixás. Prepare-se para explorar o mundo dos orixás nesta aventura mística cheia de ação"


  OYA- RISE OF THE ORISHA, é um curta metragem (por enquanto) nigeriano, produzido por Nosa Igbinedion, para Nosa a história é mais que um filme, é um movimento, a cada dia/mês/ano as pessoas vão abandonando as religiões "macumbeiras", como dizem, a tradição e a história vai ficando apagada, aposto que nunca um adulto chegou em você quando criança e lhe contou as histórias de um Orixá que nem contam a de Jesus, e a cultura africana é rica e também faz parte da nossa cultura brasileira, muitos ainda associam essa cultura com coisa ruim, eu particularmente toda vez que falo que estou indo "macumbar" ou que estou preste a fazer meu santo, sinto um desconforto de alguns, uma expressão assustada, logo em seguida sou bombardeada de perguntas, não deveríamos ser tão leigos com uma religião que está em nosso país desde o principio, que faz parte do nosso jeito.
 

Diretor Nosa Igbinedion Fonte Google
 
Estou muito esperançosa que eles produzam um longa, mas para vocês terem uma ideia, esse curta que já está disponível (e que já foi apresentado em alguns festivais de cinema, arrancando elogios e prêmios), só foi possível graças a uma vaquinha virtual das pessoas que gostaram da história, por isso, não vão esperando uma mega produção americana, pois não terá - o que é uma pena, só acrescentaria mais ao enredo.


Oya é mais conhecida como Iansã no Brasil
 Só posso esperar que o longa saia logo e que se invista mais na cultura africana para que essa não seja a unica história deles que assistimos em filme.



 Agora, aproveitando o assunto, vamos rir um pouquinho? Como dizem "Feliz é aquele que pode rir de si mesmo. Ele nunca deixa de se divertir!". 
 
Já ouviram falar da Galinha Preta Pintadinha? HAHAHHA... Uma criação (na minha opinião) genial do Marcelo Adnet em Tá no Ar: TV na TV e que se fosse verdade seria melhor do que a Galinha Pintadinha kkkk...

Só peço desculpa pela qualidade dos videos, mas foi o único jeito de divulgar aqui para vocês:
 

video
Galinha Preta Pintadinha Vol 1
                                                   
                                                          Galinha Preta Pintadinha Vol 2

                                                    Galinha Preta Pintadinha Vol 3
                                                  Faixa Bônus - Galinha Convertidinha

Na página do programa já possuem dois novos vídeos, caso tenha gostado e queira assistir, vale a pena, eu me amarro.



 
Odàbó \o


Thaís Bastos

AUTOR

Thaís. Para os íntimos, Sapathaís. Como boa libriana, adora filmes de romance, possui estilo despojado e busca o equilíbrio espiritual. Musicalmente eclética e conselheira nas horas vagas. Candomblecista com orgulho. Prefere enxergar a vida de um ponto de vista mais simples e desapegado. Não levanta bandeiras que não pode sustentar. Apesar dos pesares, continua acreditando que o amor é a única solução para tudo.

3 comentários:

  1. Que legal, sou simpatizante das religioes afro e adorei a galinha preta pintadinha kkkkkkkkkkkk *___*

    ResponderExcluir
  2. O que? Como nunca ouvi falar disso? Amei ♥♥

    Axé Thais :*

    ResponderExcluir

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)