Às vezes

quarta-feira, março 04, 2015 Marjory Santos 10 Comentários

Às vezes o nosso mundo cai e fica tão  difícil  reerguê-lo.  Às vezes  cometemos  erros que é depositar toda esperança, amor e felicidade em uma só pessoa sem nem ao menos deixar um pouco de reserva guardado em nós para uma ocasional emergência. Às vezes a gente se fere e o tempo, que tem por obrigação curar, só  dilacera  ainda mais, nos bombardeando de saudades e lembranças.
E quando  essas lembranças nem são tão boas assim?
E essa saudade é  do quê mesmo? Do mínimo  que você esperou, fantasiou um dia aquilo se transformar em algo grande,belo, eterno?
Às vezes as fantasias aconteceram como tinham de acontecer! Mas elas te machucaram mais, pois eram somente suas fantasias.
Às vezes é  pego se culpando até  aonde acertou, só  para que lá  no fundo algo faça algum sentido.
Às vezes você  se pega analisando o que não tem um porquê só para alimentar uma esperança... esperança de quê?

Fonte: Internet
Mas aí às vezes você levanta, bate no peito, diz, acredita que nada disso vai guiar seus passos, que sua vida é  sua e só  basta você para você, mas vem o tempo rápido como ele só, que deveria ser seu aliado, em questão  de horas, minutos, te mostra que as vezes você não é tão forte assim. Que se agarrar no desprezível  não  te torna mais auto - suficiente, mas refém daquelas lembrança, daquela saudade que você  nem sabe ao certo do que se trata.
Às vezes virar a página não  surte efeito e queimar o trecho só  aquece mais ainda o rancor.
Às vezes no final não foi nada além  do tempo que passou.
Às vezes você  amou demais, às vezes...

Marjory Santos
{Meggy}


Direitos autorais: Valorize a veia artística deste blog, em respeito à lei nº 9.610 (de 19 de fevereiro de 1998). Não faça cópias de trechos/quotes deste conteúdo autoral sem fornecer o devido crédito à autora e ao nosso link. A equipe Faroeste Manolo agradece ^^. 
Marjory Santos

AUTOR

Meggy. Capricorniana, alternativa, viciada em tatuagens, amante de moda underground e especialista em cuidados de cabelos cacheados. Típica filha do elemento Terra (mestre em sofrer por antecedência e amiga para todas as horas). Geniosa com quem merece, amável com quem conquista sua confiança. Escuta metal, MPB e pop rock. Mamãe de primeira viagem.

10 comentários:

  1. E não adianta nem me procuraaar
    Em outros timbres, outros risosss
    Eu estava aqui o tempo todo!
    Só você não viu! <3

    Marjorie <3 fica bem, o melhor de tudo é que o tempo não para.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Só por hoje não quero mais te ver!" Adoro essa música também 4sphysi4
      Obrigada, como já dizia Vinicius de Moraes " Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão"

      Excluir
  2. Entendo, já me senti presa à situações que não valiam a pena e só restou a sensação de tempo perdido. Mas aprendi que até o tempo perdido tem serventia hahahaha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo perdido nos ensina a não mais perder tempo, kkk
      Abraços Ayemi

      Excluir
  3. Perder algo que dói muito agora pode significar um infinito de alegrias com novas coisas e pessoas lá na frente ;)

    http://www.sobremeninasevodcas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)