Caras e cores - Série Tutorial de cabelos coloridos (Parte 2) - Como tingir com coloração fantasia

sexta-feira, junho 06, 2014 Hell F. 6 Comentários

Eaê negada colorida! Primeiramente OLÁÁÁ, SEXTA SUA LINDA! Chegou o dia mais esperado e eu já estou no ritmo de fds + pré-manifestações e tudo mais que rolará aqui em Brasília nas próximas semanas <3

E pra animar esse lindo dia empolgante, música das boas:

Divulgação: Youtube

Agora vamos à continuação das dicas da semana passada? Com vocês, a parte 2 das dicas para conquistar belos cabelos arco-íris ;*
Neste segundo capítulo do tutorial, aprenderemos:


Divulgação: Internet


1 - Produtos adequados;



2 - Como tingir os fios;



3 - Cuidados para manter a cor viva;



4 - Noções de colorimetria;


5 - Técnicas alternativas (anilina, giz e papel crepom)




Quem perdeu a parte 1 "Caras e cores: Série Tutorial de cabelos coloridos - Evolução dos cabelos coloridos e dicas de descoloração" clique aqui.
Cansado(a) do cabelo sem vida e sem graça? De saco cheio de ouvir falar em ombré e californiana? Está afim de uma mudança "radical" e de chocar a vovó - que não vai parar de perguntar se você está usando peruca? Esse tutorial foi feito pra você!

De forma simples e direta, especificarei alguns cuidados, darei algumas manhas e espero colaborar com alguém que esteja pensando em trocar as cores da cabeleira ;)

Parte 2.1 - Produtos adequados

Já descoloriu para a tonalidade desejada e escolheu a futura cor? Mara! Se joga agora na variedade de cores de algumas tintas disponíveis no mercado:


Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Divulgação: Internet

                                                                                         Divulgação: Internet


Curtiu alguma? Optou pelo que acha que mais tem a ver contigo? Você pode comprar esses produtos aqui, aqui ou aqui.


Divulgação: Internet
Quem, como eu, sempre curtiu o visual e iniciou a vida colorida bem cedo,  sabe que é preciso de um baita orçamento para atingir um resultado perfeito. No meu tempo, as únicas marcas profissionais acessíveis no país eram a Special Effects, algumas raridades da Italy e a Keraton, e como eu era apenas uma simples estagiária e só torrava o salário com bira, claro que não sobrava verba para retocar sempre com essas marcas. Meu cabelo joga isso na minha cara até hoje, pois eu descoloria o coitado com qualquer pó (o que me obrigava a repetir o processo por semanas até clarear uniformemente) e na maioria das vezes, usava anilina (falaremos sobre ela no final deste post, no item 2.5).


Para quem está começando agora a variedade de tintas no Brasil é surreal em comparação à trezes anos atrás, por isso aproveite a sorte e cuide bem dos seus cabelinhos, pois mesmo com os altos preços, vale a pena descolorir com paciência usando os melhores produtos. Falamos sobre descoloração no capítulo anterior, se não viu clique aqui ;) 

Divulgação: Internet
Divulgação: Internet
Minha marca importada preferida é a Manic Panic, principalmente para tons pastéis (que não duram muito com a mistura tinta + suavizador), os da MP duraram muito mais no meu cabelo do que os pastéis da Directions. Já no quesito tintas nacionais, gosto muito de alguns tons como o Vicious Blue e Blueberry da Candy, e o Rosa Impossível da Exotic. Mas como os resultados variam muito de cabelo para cabelo, sugiro que você gaste de acordo com seu bolso e teste os produtos para tomar suas próprias conclusões.

Particularmente, a textura oleosa (em gel) da Candy ajuda muito a espalhar a tinta pelos fios, e a cor que mais me satisfez foi a Blueberry, pois além de ser muito fácil de aplicar, durou mais de um mês com a cor bem viva. Logo, se você pensa em adotar o roxo, está super recomendado ;)

Lembrete: Quem quer porque quer apostar no rosa, este post foi feito para você!


 Parte 2.1 - Como tingir os fios

Agora vamos ao que interessa:

Divulgação: Internet
Cabelinho descolorido no tom desejado, tintura no tom escolhido em mãos e disposição no máximo? Então prepara o ambiente que servirá como palco da coloração com poucas folhas de jornal no chão, de preferência na frente de um espelho e com boa iluminação.

Separe os produtos necessários: coloque a tinta em um recipiente não metálico, escolha um bom pincel, prenda uma capa ou toalha para não sujar sua roupa e use protetores de orelha (compre aqui).

IMPORTANTE: Não se esqueça de que a coloração com tinta fantasia é COMPLETAMENTE DIFERENTE da tintura normal. Você não poderá pintar com cabelo sujo (como acontece também no processo de descoloração), pois é justamente o contrário. As tintas fantasia geralmente possuem alto poder hidratante e não ardem no couro cabeludo como os produtos em cores "normais", justamente porque não possuem química pesada (como amônia). Para a tinta durar mais, você deverá estar com cabelo limpo e seco, e caso seus fios sejam enroladinhos, é melhor passar chapinha antes para a tintura correr bem e em tom uniforme, para evitar manchas.

Separe o cabelo ao meio e deixe a franja na frente, separando o resto em quatro partes. Dessas partes, a cada aplicação de tinta, com bastante atenção tente puxar mechas pequenas, para uniformizar o tom. Eu geralmente começo da parte de trás para frente usando um espelho "nas costas" também, pois como a visão é comprometida, capricho mais hahahah! Depois de tingir as duas partes de trás, passe para as restantes das laterais, deixando a franja por último. Não há muito segredo nisso, o lance mesmo é não se afobar. Algo que sempre falo é que é preciso ter paciência para investir nessa vida, pois não é como as outras cores em que basta jogar o produto no cabelo sujo e lavar, nãããão, você tem que retocar raíz descolorindo, depois lavando e esperando secar para aplicar a tinta e depois apenas enxaguar, lavar com cuidado durante a semana e reparar os danos da descoloração em constante cronograma. E dependendo da cor, para conservá-la brilhante sua manutenção deve ser feita a cada 15 dias, ou seja: uó para quem não tem o mínimo de saco ou tempo para esses cuidados hahaha.
Ser colorida não é passe de mágica não, hein?!
Então vamos mentalizar o mantra eterno: paciência, dedicaçãocuidados eternos!
Dúvidas? É simples, vamos enumerar o procedimento:
1 - Separar os produtos e proteger a pele (e o chão) para evitar manchas indesejáveis;
2 - Separar o cabelo LIMPO e SECO em quatro partes;
3 -  Tingir cuidadosamente toda a extensão da mecha, em partes finas para espalhar bem;
4 -  Aguardar cerca de 40 minutos para enxaguar;
5 - Secar e ver o resultado. Se cobrir tudo perfeitamente, deixar para tingir apenas na próxima manutenção. Caso algumas partes tenham ficado manchadas, passar mais uma camada de tinta nas mechas desiguais e aguardar mais 40 minutos.

Divulgação: Internet
 Parte 2.3 - Cuidados para manter uma cor viva

 Finalmente uma dica simples para contrastar com o trabalhão danado, né? Haha! Eu costumo misturar um pouco da tinta fantasia com um creme branco e aplicar a cada lavagem, claro que o efeito não é o mesmo do cabelo descolorido e seco recebendo a pigmentação, mas pros fios que já estão coloridos daquela cor e desbotando com o tempo, resolve. Dependendo da noção estética de cada um o tempo para retocar varia, eu mesma não me importo com um dedo de raiz escura, mas tem gente que descolore a cada 10 ou 15 dias para ficar sempre perfeito.
Como não sou tão vaidosa assim, geralmente deixo para descolorir a cada 2 meses e faço o retoque no banho.
Manha do retoque: Em toda lavagem, deixe um potinho de creme já batizado com a tinta de sua cor atual e após a aplicação do shampoo, quando estiver bem lavado, enxague, vá para a etapa da vez do cronograma (hidratação, nutrição ou reconstrução) e finalize com o creme misturado na tinta. Deixe agir por 10 minutinhos e enxague. É prático, econômico e não dói ;)


Divulgação: Internet

 Parte 2.1 - Noções de colorimetria


Todo colorido deve ter o mínimo de conhecimento de colorimetria para evitar incidentes capilares, tipo investir em um cabelo azul piscina e acabar ficando com verde bandeira...
Essa é a tabela de Oswald, que detalha de forma descomplicada e útil a neutralização de uma cor sobre outra:




O básico de noção que você deve ter no assunto é:

.x. Se você está com cabelo alaranjado, a tinta roxa neutralizará para o cinza/branco
.x. Se você tem tinta verde e roxa em casa, a mistura resultará em azul
.x. Se você tem resíduos vermelhos nos fios, o verde neutralizará para o louro
E assim por diante...

A questão é a seguinte: se você é novato nesse mundo, tente não se afobar colorindo várias mechas em cores diferentes sem ajuda profissional, pois a neutralização de uma só cor já é trabalhosa, imagine três ou quatro (ou mais)...

Vamos para um resumo de vários trechos que já vimos nestes dois tutoriais?

- Para retirar excesso de tinturas das madeixas, use o Dekap Color;
- Para conseguir tons mais escuros e vibrantes, basta que a base do cabelo esteja amarelada;
- Para atingir tons pastéis, sempre chegue primeiro ao branco ou cinza;
- Para chegar ao tom azul, sempre opte por tintas com base ROXA na composição;
- Para platinar os fios, opte pelos descolorantes das marcas Amend, Igora, Alfaparf e Schwarzkopf (se possível, invista no Blond Me - Schwarzkopf);
- Para neutralizar um tom muito forte nas madeixas, consulte a "Estrela de Oswald" antes de descolorir os fios.


Parte 2.5 - Técnicas alternativas (anilina, giz e papel crepom)

Está sem grana para bancar o combo pó descolorante bonzão + água oxigenada boladona + cremes de reparação ultramegapower + tinta importada/nacional (profissional)?
Tudo bem, te entendo, já passei por isso ahahahah. Seus problemas mais uma vez acabaram ;)
Saiba que existem outros procedimentos e produtos que substituem as colorações profissionais, MAS -PORÉM - CONTUDO - ENTRETANTO - TODAVIA é importante comunicar também que o resultado nunca é o mesmo, principalmente na textura dos fios. Quando colorimos com a tinta fabricada, sentimos a maciez imediata dos fios - mesmo que ainda estejam fracos devido à descoloração. Isso porque esses produtos hidratam o cabelo, diferentemente dos outros métodos, que também exigem cuidados.

Já sabe que a regra vale para todos os métodos, né? Cabelinho colorido é cabelinho previamente DESCOLORIDO ;) Ou seja, só vai pegar BEM se estiver louro.

TINGIR COM ANILINA - PÓS E CONTRAS, DRAMA E SUCESSO AO MESMO TEMPO:

Existem anilinas de madeira com cartela de cores incríveis, mas saiba que para seu cabelo ficar exatamente da cor prometida na embalagem será preciso DISSOLVÊ-LA em um potinho de álcool e depois preparar a mistura com creme branco (lembre-se: a necessidade de utilizar o creme branco nada mais é do que ver exatamente o tom resultante da mistura, o que não ocorre em cremes de outras cores). Para chegar ao pastel com anilina, basta usar e abusar do mesmo segredinho das tinturas profissionais: coloque o mínimo possível da pigmentação em uma grande quantidade de suavizador de cor ou creme branco. 

PRÓS - Das técnicas alternativas, é o mais próximo de chegar ao mesmo resultado dos produtos fabricados, é barato (custa em média R$2), rende várias aplicações e com o tempo se pega o jeitinho certo de aplicar e até de misturar cores para alcançar novos tons.
CONTRAS - Suja que é uma beleza, meu! HAAHAHAHAHAH! Sério, se você for um maníaco por limpeza nunca se atreva a utilizar anilina, pois a danada vira uma meleca e mesmo com cautela, é impossível não sair com manchinhas e gotinhas que se transformam em monstros pelo chão, pia, espelho e pele hahahah

TINGIR COM GIZ PASTEL 

Nunca experimentei e nem tive vontade, até porque já li muito sobre e achei um dinheiro mal investido HAHAHA APENAS! Ao menos em minha opinião... Ainda não vi uma foto de alguém que fez e ficou legal tipo LEGAL mesmo, pelo que entendi dá um certo trabalhinho e o resultado não é tão animador, mas vamos lá:

Escolha a cor e molhe cada mecha que deseja colorir, em seguida esfregue o material nos fios selecionados até ver que está pegando. Quando passar algum tempo e não conseguir deixar o tom mais forte do que aquilo, seque com secador e repita a operação.

Em meu humilde ver, o giz pastel é muito caro (algumas lojas se aproveitaram da nova técnica, que virou febre entre adolescentes que não podiam pintar "de verdade" e chegam a cobrar até R$100 numa caixinhaa) e deixa o cabelo com um aspecto grosso e ressecado.
Mas como gosto é gosto, fica aí a dica de como proceder se optar por esse procedimento!



TINGIR COM PAPEL CREPOM
O velho papel crepom já quebrou muitos galhos em carnavais e serve para pessoas que realmente não querem manter o visual colorido, pois sua duração é mínima e sai completamente em três lavagens. 
O procedimento é bem facinho, vamos lá:

1 - Escolha com sabedoria a cor de acordo com a base atual do seu cabelo, pois se estiver escuro, claro que o rosa claro não pega (até porque o crepom fica escuro na mistura, porém bem fraquinho no contato com os fios);
2 -  Corte um pedaço do papel e o mergulhe em um copo com água morna utilizando uma espátula ou um lápis velho, para não manchar seus dedos;
3 - Quando a cor do papel soltar na água e ficar bem forte, retire o material de dentro deixando apenas a água colorida;
4 - Agora é a parte chata da parada: se desejar dar um close só nas pontas ótimo, faça um rabo de cavalo e mergulhe no copo de 10 a 15 minutinhos (confortável, né?). Agora se quiser no cabelo inteiro (coragy), terá de levar ao chuveiro e despejar cuidadosamente a mistura nos fios até pegar, levanto até 15 minutos para colorir. Depois é secar e ver o resultado.

Sinceramente também não vejo muito futuro em pintar o cabelo todo com crepom, se a grana estiver curta é melhor investir na anilina mesmo e seja o que Deus quiser. Mas se a intenção for curtir uma festa ou algo do tipo - que dure pouco tempo, se joga!

Divulgação: Internet
Bem, como sempre foram muitas informações que tento resumir (juro que tento), mas não saiu tão curto e grosso como eu queria, tipo um manual pra facilitar a vida - mas eu mereço um desconto porque sou geminana e falo demais muito ahahhaha, peço perdão pela extensão do texto, continuarei tentando resumir e quem sabe na parte final do tutorial eu consiga, né? 

E pra encerrar o post, mais uma pequena galeria com minhas aventuras no universo das cores, espero que tenha servido para alguém e até a próxima 

Minhas cores em sentido horário: 3x4 azul (Vicious Blue - Candy); roxo desbotando pro lilás; rosa; multicolorida (amarelo, laranja, rosa, preto); azul com verde e pontas rosas; verde limão e rosa MUITO desbotado - com preto na parte de baixo do cabelo.
Hell (bat0mcomalcool)

AUTOR

Hell (bat0mcomalcool). Vulgo Hell {Ellen F.}. Ex-punk, fumante inveterada, colorida e rabiscada. Geminiana em dobro. Filha de Xoroquê e neta da Grande Mãe. Adotou o deboche como filosofia de vida e aceita a decadência como eterna companhia. Viciada em História, política, poesia, cultura vintage, seriados, literatura e The Sims.

6 comentários:

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)