Brasil, mostra a tua cara!

segunda-feira, abril 21, 2014 Hell F. 6 Comentários



A menos de dois meses para o início da palhaçada Copa do Mundo no Brasil, me pergunto se o gigante está despertando ou permanece em seu cochilo típico do comodismo tupiniquim.
Diante de tantos escândalos (difíceis até de se enumerar, tamanha a gravidade de nosso quadro atual) o que nos resta é a esperança de que, neste ano decisivo, e-l-e-i-t-o-r-a-l, a sociedade em geral abra mão de suas necessidades individuais e possa reivindicar mudanças em prol do COLETIVO.
Pois de nada adianta fazer barulho se a postura não mudar de vez nas urnas!


Não é preciso muito esforço para se integrar à ideia, basta uma dose de consciência. Se cada um deixasse de lado o interesse em eleger um deputado mestre em cabides de emprego, ou não apoiasse mais aquele vereador distribuidor de dentaduras, ou abandonasse de vez aquele orgulhinho safado que insiste em fechar os olhos para os erros constantes de seu partido político “do coração”, ah como o Brasil seria melhor...


Que lindo seria se as pessoas pensassem, antes de tudo, como cidadãs, independentemente de sua posição política. Aliás, a única posição condizente com a realidade é a mesma de sempre: o de cima sobe e o de baixo desce citando "As Meninas".
Afinal, o tempo passa e a classe média é vítima de um Estado FRACO e omisso, levando o país nas costas com o pagamento de seus impostos. Enquanto isso, os afortunados mandam beijinho no ombro, do alto de seus jatinhos...


E que bom seria se todos se colocassem em seus reais papéis, de cidadãos largados pelo Estado, de pais e mães de família vítimas de péssimas condições de vida, de estudantes encurralados em escolas  sem estrutura, de reféns do medo em vias públicas e de contribuintes esquecidos em longas filas de hospitais. Está mais do que na hora de reunir papai, mamãe e titia e partir pras ruas novamente, mesmo de longe já se faz voz, só de apoiar se torna uma manifestação clara de insatisfação com nosso cenário político. Sem pressão não há mudança!

Afinal, os oprimidos são a maioria, e se a maioria gritar por mudanças, eis a beleza da democracia - e um pouco de esperança. E assim todos os acomodados com o silêncio oportuno poderão, quem sabe, sair do poder... Não é porque existem pessoas muito ricas no Brasil que todo o resto deve trabalhar PARA elas.

Não é porque a pessoa não teve oportunidade de estudar que ela tem de ser obrigada a limpar chão ou ir para o semáforo vender balinha - não desmerecendo quem o faz, claro, apenas completando o raciocínio. É preciso oportunidade, ensinar a pescar ao invés de dar o peixe - em troca dessa politicagem nojenta de hoje. 
Somamos 514 anos de história e o que mais temos para contar nos dias atuais? Transporte público LIXO, saúde ZERO, educação escassa e criminalidade insana, dentro e fora dos presídios, muito além das favelas e dos subúrbios. As passagens são caras, a precariedade dos hospitais públicos nos levam a arcar com custos altos em planos de saúde particulares e não obtemos nenhum parecer lucrativo com nossos impostos.
Dá até para imaginar que o inimigo "invisível" é obra da imaginação, mas ao atrasar alguma conta, rapidamente o governo mostra que existe sim, ele existe para cobrar, para arrecadar com multas de trânsito e processos que punem quem sonega imposto - não querendo incentivar os golpes, claro, mas a omissão do Estado é tão absurda quanto sua presença apenas na hora de nos extorquir.


E o que mais me surpreende é o fanatismo mirabolante de militantes de certos partidos, principalmente os do PT, que até vaquinha para abater dívidas dos mensaleiros fizeram. O mesmo PT, que quando então oposição coxinha esquerdista (no governo anterior), pregava a imagem da "pura transparência" e ao chegar ao poder, repetiu os erros que tanto criticava no passado e deu um tiro no pé quando o Mensalão vazou. O Lula protegeu os camaradas na gestão dele, enquanto a Dilma até tentou apertar o cerco para limpar o filme dela, mas no fundo ficou bem claro que é tudo farinha do mesmo saco... E nós assistimos a tudo isso de mãos atadas...


Após mais de uma década no poder, ninguém além deles mesmos lucrou com esses três mandatos petistas. Seus únicos investimentos foram os programas assistencialistas para amarrar o curral eleitoral e a facilitação do crédito para a classe C - que pode comprar TV nova, financiar carro e casa - o que apenas gerou inadimplência, juros sobre juros e, consequentemente, inflamou a dívida interna, a eterna bola de neve.

O resultado? Ao invés de qualidade de vida, nós nos deparamos diariamente com engarrafamentos, acidentes de trânsito por excesso de fiscalização para multar e falta de blitz educativa. Trabalhadores se espremem em trens sufocantes e levam horas no trâmite casa-trabalho. Aqueles que votaram esperando um futuro melhor, se veem diante de filas, assaltos, corrupção, insegurança, spray de pimenta e rolezinhos.

Claro que as autoridades não pensaram em acomodar melhor os trabalhadores com medidas preventivas e investimento em transporte público, eles apenas liberaram o crédito para que as pessoas tivessem a ilusão de que estão ganhando mais financiando carros. NÃO, elas não estão lucrando com isso, só estão DEVENDO mais. E sofrendo por mais horas no trânsito!!!
Quem ganha mais não pega ônibus nem trisca no volante, tem motorista para cima e para baixo. Quem ganha mais não trabalha por nós, apenas finge. Eles fingem que trabalham, nós fingimos que acreditamos. Eles fingem que a verba é repassada, nós fingimos que ela serviu para algo bom. É essa a chave de tudo, infelizmente! Trabalhamos 5 meses por ano só para pagar imposto, e daí eu te pergunto: PARA ONDE VAI ESSE DINHEIRO?

Qual o retorno para nós do nosso dinheiro, além da descarada CORRUPÇÃO?
Nos deparamos com uma cruel inversão de valores, onde nascidos na classe média alta usufruem dos melhores cursinhos pré-vestibular e ingressam nas maiores universidades federais do país, enquanto o jovem de origem humilde tem de trabalhar para arcar com despesas da casa e conseguir estudar em faculdades privadas. A solução não está nas cotas raciais, tem de estar na política de base, na ajuda com EDUCAÇÃO, SAÚDE E DIGNIDADE para baixa renda.


O que temos de herança deste governo além da roubalheira? Pois política de base não há, apenas assistencialismo barato e corrupto. Impostos inflacionados, salários de autoridades subindo, violência crescendo e a pobreza extrema atinge o ápice, batendo seu próprio recorde.

ONZE ANOS se passaram para finalmente julgarem os companheiros ladrões e mensaleiros. Enquanto isso, na novela da vida real da justiça brasileira, frequentes casos de inocentes pagando sentenças, saidões liberados para infratores que não retornam à cadeia e penitenciárias infladas sem capacidade para mais presos - e sem o mínimo de condições de oferecer qualquer medida sócio-educativa que possa tratar criminosos ou transformá-los em algo bom para a sociedade. Até quando, Brasil?

Com tanta corrupção exposta e discursos tão hipócritas que chegam a doer, fico perdida nesse abismo do “em cima do muro”.
As pessoas lutaram tanto por mudanças desde junho passado, mas agora, quase aos 45 do segundo tempo, fiam receosas em trocar as caras no poder e ir às ruas de novo, por medo de que piore o que não dá pra piorar. Digo uma coisa: continuar como está é que NÃO DÁ!


E o pior é a corja petista, que até apoiar o regime ditatorial do tirano Maduro, na Venezuela, apoiou publicamente. A mesma corja que colocará o Exército nas ruas para conter violência durante a Copa, a galinha dos ovos de ouro de Dilmão e sua gangue - e incentiva a força policial a nos atacar com spray de pimenta nos protestos contra a gestão dela.

Hoje, mais do que nunca consigo entender o que Cazuza manifestou em "Ideologia": "MEUS INIMIGOS ESTÃO NO PODER", pois realmente estão!



Quem não nasce em berço de ouro se vê longe das oportunidades. Como seria possível "crescer na vida" nascido num ambiente de miséria? Se nas grandes metrópoles já sofremos com a desigualdade, imagine nas pequenas cidades de interior, em que crianças chegam a caminhar quilômetros por dia para chegar em escolas sem estrutura alguma...



E quem cresce entre o tráfico e a violência, nasce na tendência cruel de se manter na marginalidade. Assim caminha a humanidade... E assim caminha nosso Brasil, eterno terceiro mundo, se nossa imagem for baseada sempre apenas em festa, carnaval, sexo banalizado e bola no pé.




Me choco com esse silêncio massacrante a tão pouco tempo de uma das maiores CAGADAS da história nacional: uma copa tão cara e superfaturada, sem expectativa de grande retorno em turismo - me pergunto como o Estado acha que vai faturar em turismo, sendo que o filme do Brasil está torrado QUEIMADO lá fora.

Me pergunto também como os gringos se interessariam em visitar um país violento, rico culturalmente, porém pobre em estrutura - a não ser fanáticos por futebol, fãs de prostituição e personalidades pagas para fazer presença por mero contrato, como as autoridades que recebem convites e hospedagens bancadas por suas próprias embaixadas para aparecer.

Enquanto isso a população, que rala noite e dia, paga imposto e além de tudo banca por serviços de péssima qualidade e nada baratos (como metrô, cartórios, serviços de prefeitura e etc), se quiserem adquirir um ingresso para esses jogos estúpidos, terão de desembolsar CARO pelo que seus anos de trabalho já deveriam ter pago. Estádios caríssimos que não passam de elefantes brancos, símbolos da superfaturação e de um evento que poderá falir, afundar, destruir a economia nacional e mudar o rumo de nossa história, que já não está boa.

E após mais um desabafo enorme, fico na expectativa de uma revolução completa na nossa sociedade. Que nos juntemos nas ruas em junho e façamos o barulho que merece ser escutado. Aos adeptos dos protestos mais violentos, que não prejudiquem comerciantes nem inocentes. Aos mais pacíficos, que nos juntemos para protestar em paz, sem perder o tom de "Chega!" na voz!

Mostra tua cara, Brasil, de insatisfação e cansaço por tanta injustiça e desigualdade. Vamos voltar às ruas para provar que tem jeito sim, da democracia vencer e dessa palhaçada ter fim.

Momento reflexão: deixo abaixo a letra que mais tem representado os problemas do país, de Gabriel, O Pensador:

Até quando?

"Não adianta olhar pro céu, com muita fé e pouca luta

Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve, você pode, você deve, pode crer



Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer
Até quando você vai ficar usando rédea?
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea? (Pobre, rico, ou classe média).
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura.

REFRÃO:

Até quando você vai levando?



(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando?
(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?


Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente, seu filho sem escola, seu velho tá sem dente



Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante, você tá sem emprego e a sua filha tá gestante
Você se faz de surdo, não vê que é absurdo, você que é inocente foi preso em flagrante! 
É tudo flagrante! É tudo flagrante!


{Refrão}

A polícia matou o estudante, falou que era bandido, chamou de traficante.



A justiça prendeu o pé-rapado, soltou o deputado... e absolveu os PMs de vigário!


{Refrão}

A polícia só existe pra manter você na lei, lei do silêncio, lei do mais fraco: ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco.



A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o programado é você.
Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar.
O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar.
E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá.
Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar.
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar.
Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar?
Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar.
Escola, esmola!
Favela, cadeia!
Sem terra, enterra!
Sem renda, se renda!
Não! Não!!


{Refrão}

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente!



A gente muda o mundo na mudança da mente.
E quando a mente muda a gente anda pra frente.
E quando a gente manda ninguém manda na gente.
Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura.
Na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro!
Até quando você vai ficar levando porrada, até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai ficar de saco de pancada?
Até quando você vai levando?"


Fonte: http://www.vagalume.com.br/gabriel-pensador/ate-quando.html#ixzz2zkzjfMcd


Direitos autorais: Valorize a veia artística deste blog, em respeito à lei nº 9.610 (de 19 de fevereiro de 1998). Não faça cópias de trechos/quotes deste conteúdo autoral sem fornecer o devido crédito à autora e ao nosso link. A equipe Faroeste Manolo agradece ^^. 
Hell (bat0mcomalcool)

AUTOR

Hell (bat0mcomalcool). Vulgo Hell {Ellen F.}. Ex-punk, fumante inveterada, colorida e rabiscada. Geminiana em dobro. Filha de Xoroquê e neta da Grande Mãe. Adotou o deboche como filosofia de vida e aceita a decadência como eterna companhia. Viciada em História, política, poesia, cultura vintage, seriados, literatura e The Sims.

6 comentários:

  1. Cara, isso é trágico demais! Você tem toda a razão.

    Aliás, por falar em Copa, metade do povo que ficou protestando - via Facebook ¬¬ - está indo lá na livraria me encher o saco pelas figurinhas do álbum!

    A gente precisa aprender a dar ouvidos ao incontentamento e ir brigar mesmo, brigar de verdade. O problema disso tudo é que uma pessoa não faz sozinha, precisamos de todos, ou quanto mais, melhor! E então, fica a pergunta: como?

    Triste... nosso país tinha/tem/teve tudo pra dar certo.

    ResponderExcluir
  2. desabafo, indignado e protestante, basta saber. A quem devemos projetar essa raiva? aos corruptos, ladrões e zombeteiros políticos, ou a pobre coitada, indefesa, covarde, passiva, dentro outros inúmeros adjetivos, população, que ao invés de determinar, nas urnas já que somos obrigados, tem ataques de amnésia, ou melhor memória seletiva, lembram somente de quando apertaram as mãos do candidato dias antes das votações!! vergonhoso.

    ResponderExcluir
  3. http://www.videosdodia.com/os-simpsons-episodio-completo-da-copa-do-mundo-no-brasil/

    ResponderExcluir
  4. SE NÃO TEM EVOLUÇÃO QUE HAJA REVOLUÇÃO ^ ^

    ResponderExcluir
  5. Essa letra do Gabriel, O Pensador é um ícone revolucionário! Um dia esse Brasil muda, nem que seja à força ou vire uma África da vida =((

    ResponderExcluir

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)