MY BODY

quarta-feira, janeiro 08, 2014 Thaís Bastos 2 Comentários

Irei contar uma historia da minha vida pra vocês, tenho 1,58 de altura (eeee???), acho que algum de vocês irá saber que o peso ideal para meu tamanho é de 55 kg (sem musculo é claro).
Pois bem, em 2012 retornei a Brasília depois de 1 ano morando com minha avó no Espirito Santo, com 65 kg, pensem numa pessoa gorda?! Era eu, meus amigos me viam e falava, nossa Thaís Você está...diferente, aposto que por trás eles falavam “Viu como a Thaís engordou?!” kkkkkkk... Uma amiga virou e me disse, “Você tem que emagrecer” como íamos passar o ano novo em Caldas Novas, começamos um processo para emagrecer, resultado?! Cheguei aos 58 kg e agora me viciei nessa porra de ter um corpo legal, não por estética (tá bom, por estética também) mas por descobrir que ter um corpo legal, faz bem a auto estima e a saúde...


Dai vocês estão se perguntado...”Que porra que ela quer contando isso?” tudo bem, aonde quero chegar com essa historinha, sei que existem pessoas como eu (preguiçosas, sedentárias e que não largam uma saída para beber com os amigos), quero ensinar e compartilhar algumas experiências com vocês para que possam se incentivar e pelo menos tentar, não será caro, mas terá bastante sacrifício, então fica combinado, “vejo” vocês no meu próximo post, preparem suas legs, bermudões e etc.. Porque iremos cuidar do nosso corpo.

OBS: DEPOIS DE OLHAREM ESSAS FOTOS, ESPERO QUE ESQUEÇAM O QUE VIRAM IMEDIATAMENTE... KKKKK'''

                                ANTES                                     

 

                                                               ATUALMENTE                                                           




OBS.: Essa foto da esquerda é mais atual do que a da direita, dá pra notar que mesmo no esforço contra a balança a cervejinha nunca falta neh?!
Thaís Bastos

AUTOR

Thaís. Para os íntimos, Sapathaís. Como boa libriana, adora filmes de romance, possui estilo despojado e busca o equilíbrio espiritual. Musicalmente eclética e conselheira nas horas vagas. Candomblecista com orgulho. Prefere enxergar a vida de um ponto de vista mais simples e desapegado. Não levanta bandeiras que não pode sustentar. Apesar dos pesares, continua acreditando que o amor é a única solução para tudo.

2 comentários:

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)