TOP 10 | Melhores músicas do Legião Urbana

domingo, janeiro 05, 2014 Hell F. 4 Comentários




Visto que sou mais do que fã do legado musical deixado pelo líder Renato Russo e sua trupe, me senti na obrigação moral de listar as dez melhores canções da banda, frisando que reflete apenas meu ótimo gosto pessoal, não a imposição da verdade absoluta ok? ehuehueahhea. Confesso que foi tenso selecionar apenas dez das tantas obras da banda, até porque seria mais fácil eleger as que não gosto (que a quem interessar possa são apenas duas, “O mundo anda tão complicado” e “Hoje a noite não tem luar”), mas como gosto musical é algo subjetivo e Legião Urbana já carrega em si o peso do nome pro resto da história da música deste país, tenho certeza de que todas as listadas abaixo fazem parte da vida de um monte de gente, independentemente das posições que ocuparam em minha humilde relação, então o que vale é a homenagem:

10ª – Teorema
O ritmo “rock dançante”, típico dos anos 80, embala essa melodia bonitinha e de letra até arrojada para os padrões da época. Nessa canção, Renato fugiu do batidão a la Legião e protagonizou uma versão diferente para os acostumados com o ritmo de sempre. Uma baladinha de amor que deu certo, digamos. Para mim, o refrão é a melhor parte: “Não vá embora/Fique um pouco mais/Ninguém sabe fazer o que você me faz”. Música de quem já se apaixonou alguma vez na vida e foi feliz (privilégio, né?) <3
Letra



9ª – Que país é esse?
Preciso comentar que é a letra mais atemporal do rock brasileiro? Em tempos vergonhosos em que até o fazendeiro do Detonautas se acha capaz de escrever uma letra revolucionária, “Que país é esse?” é o verdadeiro tapa na cara da sociedade em geral, atingindo a hipocrisia brasileira de cima a baixo. Reflete toda a indignação política que persiste até hoje. Fora a boa e velha introdução que marcou demais minha adolescência (e de outros milhares).
Letra



8ª – Ainda é cedo
 “Uma menina me ensinou/Quase tudo que eu sei”... É, eu sei, o refrão é chiclete, a melodia é chata mesmo, a batida é sempre a mesma, mas eu ADORO essa música. Foi uma das primeiras que escutei do Legião e se tocar 387 vezes no mesmo dia, cantarei uma por vez como se fosse a primeira. E ponto!
Letra



7ª – O Reggae
Pra mim, uma das letras mais geniais que alguém conseguiu elaborar: “Vem falar de liberdade pra depois me prender/Pedem identidade pra depois me bater/Tiram todas as minhas armas/Como posso me defender?”. Me lembra DEMAIS meus áureos tempos de rolê HAhahHAah.

6ª - Tempo Perdido
Anda mais desgastada ainda por conta da exposição em torno do filme “Somos tão jovens”, mas veja bem: pra quem é relativamente jovem e curtiu Legião alguma vez na vida, escutar essa música e não cantarolar nem um pedacinho é um baita teste de força, né não? A letra é maravilhosa, o ritmo pode ser o “Legião de sempre” mas meu, na boa? Fod*-se, ninguém escreveu nem metade do que Renato escreveu. É linda e sempre será o hino de toda uma geração órfã da banda.
Letra



5ª – Geração Coca Cola
Nasci no início dos anos 90 e não peguei a pioneira geração coca cola, mas me sinto filha dela. O trecho “Depois de vinte anos na escola/Não é difícil perceber/Todas as manhas do seu jogo sujo”, que traduz literalmente meus anos de vagabundagem sendo feliz. A rebeldia debochada da letra envolve principalmente aquele espírito libertário e único da adolescência, que sinceramente, falem o que quiser mas é a melhor época da vida e quem não a viveu bem, jamais recuperará o tempo perdido.
Letra



4ª – Meninos e meninas
Quem nunca?
Letra


3ª – Vento no litoral
Só a introdução já me faz chorar litros abraçada à garrafa de vodca. Vento no Litoral é a versão MPB roqueirinha do SPC. Que “Depois do prazer” que nada, Alexandre Pires! Pra quem quer se jogar do sétimo andar por pura dor de cotovelo a pegada é Renato Russo e pronto e acabou.
Letra



2ª - Metal contra as nuvens
“Nossa história não estará/pelo avesso assim, sem final feliz/ Teremos coisas bonitas pra contar/ E até lá, vamos viver/ Temos muito por fazer/ Não olhe pra trás, apenas começamos/ O mundo começa agora/ Apenas começamos”
PRECISO EXPLICAR????
Letra



1ª - Andrea Doria
Sabe quando você escuta uma letra que parece ter sido escrita especialmente pra você? Então, “Andrea Doria” é a música legionária que mais me enxergo e que mais me fez chorar, mais do que Vento no litoral e Metal contra as nuvens juntas. Nela, vejo meu passado, presente e futuro se colidindo e o melhor de tudo é que consigo entender exatamente cada trecho que o Renato rabiscou. Diz exatamente tudo em pouco mais de 4 minutos, e nela viajo no tempo e espaço. Como sempre digo, análise é o caral**, o lance é autoconhecimento na veia.
Letra


PS: Outros clássicos excelentes como "Baader-Meinhof Blues", "Quando o Sol bater na janela do teu quarto", "Perdidos no espaço", "Vamos fazer um filme" e "Daniel na cova dos leões" quaaaaaaase entraram no ranking, mas por questões lógicas avaliadas para esta listagem ficaram de fora, porém levando seus merecidos prêmios de consolação.
Enfim, dizem que relembrar é viver, e relembrando e vivendo com Legião Urbana torna as coisas muito melhores.
Viva, Renato!
Hell (bat0mcomalcool)

AUTOR

Hell (bat0mcomalcool). Vulgo Hell {Ellen F.}. Ex-punk, fumante inveterada, colorida e rabiscada. Geminiana em dobro. Filha de Xoroquê e neta da Grande Mãe. Adotou o deboche como filosofia de vida e aceita a decadência como eterna companhia. Viciada em História, política, poesia, cultura vintage, seriados, literatura e The Sims.

4 comentários:

 Espaço livre para sugestões, críticas e elogios;
 Você pode comentar como anônimo ou utilizando seu nome/URL, conta do Gmail ou Wordpress;
 Sua opinião é bem-vinda, contanto que não seja homofóbica ou racista. Agradecemos :)